No boteco

Afectos e afetos

Dois corpos se encontram: João e Maria, o sol e a terra, o rio e o mar. Esse encontro é um afecto, um contato, uma mistura. João afecta Maria e ela sorri. O sol afecta a terra e ela produz. O rio afecta o mar e ele pula de alegria. Sorrir, produzir e se alegrar são afetos que surgem da mistura dos corpos. Afetos que aumentam a potência de agir. Mas eis que, de repente, João afecta Maria e ela chora. O sol afecta a terra e ela racha. O rio afecta o mar e ele treme. Chorar, rachar, tremer são afetos que surgem do encontro dos corpos. Afetos que diminuem a potência de agir. Os afectos produzem afetos que variam da alegria à tristeza e vice-versa. Quanto maior a alegria, maior é a potência de agir; quanto maior a tristeza menor é a potência de agir. Tudo é uma questão de encontro. Bons e maus encontros. Segundo Deleuze, é preciso uma preparação para os encontros. Não viver ao acaso deles; mas fazer com que os encontros aumentem nossa potência de agir. Que sejam encontros de alegria.

Márcio Sales

Anúncios

15/09/2010 - Posted by | Uncategorized

2 Comentários »

  1. Que lindo, tio *–*
    Cê podia postar mais vezes…
    Adorei s2

    Comentário por Rosa | 25/09/2010 | Responder

  2. Oi Rosa. Não pede não, senão eu não paro rsrs

    Comentário por marciosales | 29/09/2010 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: