No boteco

Como alguém se torna o que é

Esse é o subtítulo de um inquietante livro de Nietzsche. Sabemos que nos dias de hoje, com todos os recursos da ciência e os aparatos da tecnologia, as pessoas podem praticamente escolher o corpo que querem ter. Cirurgias plásticas, implantes, próteses, técnicas de rejuvenescimento etc etc não faltam em cada esquina. De bonequinhas loiras e popozudas a monstros dançantes as transmutações não cessam. É quase uma obsessão essa brincadeira de fabricar o seu próprio corpo. Bem que tudo isso poderia ser uma livre expressão de si mesmo, um livre uso que se faz da própria existência à moda dos antigos piratas que rompiam os padrões estabelecidos com suas tatuagens, seus brincos, suas indumentárias e seus comportamentos nada convencionais. Mas não é o caso. Tudo é uma questão de moda e do apelo sedutor do Mercado.

Sabemos que Nietzsche é um dos filósofos que mais valorizou o corpo; mas não nesta lógica consumista e consumidora, em que ele é valorizado apenas em sua aparência. Claro que a aparência é importante. Nada como apreciar uma paisagem bela e seus contornos. Afinal, como se diz por aí, quem gosta de beleza interior é decorador. Mas o problema aparece quando a pessoa se reduz a isto; e nada mais. A beleza exterior passa a ser uma forma de encobrir o real cuidado que se deve ter consigo mesmo. Pois cuidar de si, fabricar o que se é, fazer da vida uma obra de arte é assumir um certo controle sobre a própria existência, é lançar mão de uma liberdade que se tem, é fazer valer a sua condição de singularidade, de ser único, de ser você mesmo.

“Temos de assumir diante de nós mesmos a responsabilidade por nossa existência, por conseguinte, queremos agir como os verdadeiros timoneiros desta vida e não permitir que nossa existência pareça uma contingência privada de pensamento” (Nietzsche, III consideração extemporânea)

Anúncios

01/04/2009 - Posted by | Uncategorized

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: