No boteco

Filme de cabeceira

Para os amantes da sétima arte um filme vale pela marca que ele é capaz de imprimir em seus espectadores. Tanto pela sua história como também pela sua estética. O homem-elefante, de David Lynch, marca pelos dois aspectos. Um filme de 1980, filmado em preto e branco, com atuações geniais e um roteiro impressionante. O filme nos remete ao problema da anormalidade. De que modo uma pessoa com características físicas diferenciadas pode ser considerada anormal, a ponto de desprezada, apesar de ser capaz de pensar, agir e sentir como qualquer outro ser humano? A classificação do anormal quase sempre vem acompanhada da tentativa de inferiorizar o que é diferente. Se é anormal deve ser combatido e eliminado… ou, como é mostrado no filme, explorado a partir de determinados interesses. Um filme e tanto!!!

homemelefante

Sinopse:

A história de John Merrick (John Hurt), um desafortunado cidadão da Inglaterra vitoriana que era portador do caso mais grave de neurofibromatose múltipla registrado, tendo 90% do seu corpo deformado. Esta situação tendia fazer com que ele passasse toda a sua existência se exibindo em circos de variedades como um monstro. Inicialmente era considerado um débil mental pela sua dificuldade de falar, até que um médico, Frederick Treves (Anthony Hopkins), o descobriu e o levou para um hospital. Lá Merrick se liberou emocionalmente e intelectualmente, além de se mostrar uma pessoa sensível ao extremo, que conseguiu recuperar sua dignidade.

Imagens do filme e algumas curiosidades você encontra na seção cinema.

Anúncios

25/03/2009 - Posted by | Uncategorized

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: