No boteco

Memória da Ladeira

ladmemoriaEssa coisa dos encontros é mesmo impressionante. No início da década de 80 uma música belíssima que tocava nas rádios ficou na minha memória. Não tem muita explicação. A letra a sonoridade a voz. Tudo me envolvia de uma forma deliciosa. Parece que a música me remetia a uma paisagem que não era a minha, visto que falava da cidade de São Paulo, mas que eu me reconhecia nela. Desenhava-se para mim uma imagem familiar: as pessoas nas ruas vagando, a chuva que caia e o humor das pessoas que mudava com a mudança do tempo. Mas, de repente, ela parou de tocar e se perdeu na poeira do tempo. Não sabia o nome da música, quem cantava, nem quem a compôs. Passados esses anos todos (uns 25), com o fenômeno do acha-tudo na internet, pintou a curiosidade. Será que eu a encontro? Digitei um trecho e lá estava ela. Letra, música, imagem, tudo que tem de direito. Foi como encontrar um grande amigo que eu não via há muito tempo. Abracei-a novamente e não canso de ouvi-la. Agora ela está alojada na ladeira da minha memória. Você encontra o clipe de Ladeira da Memória na seção música.

Anúncios

07/03/2009 - Posted by | Uncategorized

1 Comentário »

  1. Grupo Rumo e Luiz Tatit, divinos até hoje, inclusive esta canção, que também evoca os melhores sentimentos saudosos…valeu o texto! Caí aqui por causa da foto que foi publicada no grupo do facebook SP Antigo – Memória e preservação…Abraços!

    Comentário por Lito Cordeiro | 24/08/2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: